Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» 3) Solicitações de Avaliação
Hoje à(s) 11:47 por Victor151

» Campo de treinamento Ryo
Hoje à(s) 11:43 por Victor151

» [Ato] Kazui
Hoje à(s) 11:32 por Kazui

» [M.S.] Status de um Yamanaka
Hoje à(s) 11:24 por DelRey

» [BB] Goroima
Hoje à(s) 11:24 por DelRey

» [ FIXO ] Sistema de Reset Parcial e Total
Hoje à(s) 11:21 por DelRey

» Rankeamento de Técnicas
Hoje à(s) 11:20 por DelRey

» [Sugestão] Especialidade em Aprendizagem
Hoje à(s) 11:12 por Arlong

» [RP - Hist] O ciclo da vida, Gamabuga
Hoje à(s) 10:47 por Kiwi

» [EPEC-SOLO] Incansável
Hoje à(s) 10:38 por Arlong


Convidado


20/6/2018, 11:50
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[Missão Rank D - Kazui Igarashi] Caçada ao Urso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo





NARRADOR
| Estação: Inverno | Hora: 04h45 | Post: 1/3~4 |
Missão: Era madrugada em Kumogakure no Sato, por volta das 04:45 da manhã. Todos os cidadãos descansavam em suas respectivas residências sem ter a menor ideia do que estava acontecendo na Floresta da Vila. Um urso, de 150 cm, atacava violentamente a casa de dois senhores de idade e seu neto. O neto, um garoto que aparentava ter uns 7 anos de idade conseguiu escapar com o intuito de procurar por ajuda, mas seus avós não tinham a mesma sorte e permaneciam encurralados pelo urso.

Após percorrer alguns KM, por acaso, o menino bateu na primeira casa que avistou. A casa em questão era a de Kazui Igarashi, um jovem Genin da Vila Oculta da Nuvem, que poderia ou não estar dormindo. O menino batia insistentemente à porta, uma, duas, três, quatro... dez batidas e o necessário para acordar o morador.

A essa altura da madrugada, Kazui poderia acordar assustado ou bravo, eram várias as possibilidades de reações, porém, quando atendesse a porta, tomaria conhecimento do menino, o rosto encharcado de lagrimas e com a voz embargada. – P-por favor, ajude meus avós. – Suplicava.

O garoto começava uma caminhada até a floresta da vila. Agora, esperávamos saber se Kazui iria ou não ajudar o garoto. Os ventos cortantes do clima frio da região castigavam. As claridades só eram possíveis através dos postes dos becos e vielas.  
 


Considerações: Liberdade interpretativa, mete bronca. Estou considerando que como Kazui é de Kumo ele saberia chegar a Floresta da vila, então não dei maiores informações de caminho etc.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado

  Desde o acidente de quando eu era menor nunca havia parado pra pensar no quanto eu não gostava do inverno, na verdade era uma coisa bem mais especifica que isso, não gostava de frio, na verdade era mais um temor do que qualquer outra coisa, afinal de contas cair em um lago congelado e se salvar por um milagre que ninguém conseguia explicar, não era uma coisa muito fácil de deixar passar ainda mais naquela época do ano, fazia de tudo para evitar situações como essa, mas como eu era um shinobi agora não podia me dar ao luxo de ficar em casa para evitar um dia frio, sabia que isso era apenas coisa da minha cabeça, mas em algum momento eu teria que enfrentar aqui, apesar de ainda sentir o frio que percorria o meu corpo quando o acidente ocorreu, mas não seria aquilo que iria me atrapalhar naquele momento.

  Levantava da cama após ouvir o barulho do despertador, havia me formado recentemente na academia e ainda esperava para saber o que o futuro me aguardava, naquele momento estava pronto para sair para treinar um pouco, afinal uma corrida antes de começar o dia era sempre o que a minha mãe dizia, afinal de contas como ela sempre falava...
“- Um shinobi não pode baixar a guarda em nenhum momento, então treine pesado mesmo quando você não precise...”  Não podia dizer que aquilo fazia muito sentido, mas eu queria deixar ela orgulhosa de mim, não era muito fácil crescer na sombra dela afinal de contas ela era uma shinobi famosa na vila e bem eu não me importava muito com o que os outros pensavam, mas eu só queria mesmo depois de tudo que aconteceu que ela tivesse um pouco de orgulho e visse que eu tinha um grande potencial para ser um shinobi assim como ela.

  Por um momento meus pensamentos cessaram quando eu ouvi algumas batidas na porta, naquele momento tentei imaginar quem poderia ser, sabia que minha mãe não era afinal de contas ela havia saído em uma missão e ela não iria bater na porta daquele jeito na sua própria casa e assim me movia em direção a porta ouvindo que se tratava de uma voz jovem e naquele momento desesperada e assim que eu abri a mesma podia ver um garoto nào muito mais velho do que falando nervoso.


– P-por favor, ajude meus avós.  

  Pelo que podia ver alguma coisa havia acontecido aos avós daquele garoto e pelo jeito que ele estava desesperado era coisa bem urgente e assim eu fui apenas segurando nos ombros do garoto tentando lhe acalmar dizendo.

- Se acalme e me diga o que aconteceu...

  Falei mas naquele momento parecia ser inútil tentar aquilo o garoto estava agitado demais e foi pegando a minha mão começando a me puxar pela mesma enquanto apenas havia dado tempo de pegar a minha bolsa e bater a porta atrás de mim enquanto íamos percorrendo as ruas da vila em direção a floresta o garoto me guiando enquanto ia falando alguma coisa sobre um urso atacando os seus avós e naquele momento eu fui vendo que a situação realmente podia ser um tanto quanto perigosa e antes que saíssemos da vila eu parei me colocando a frente dele e dizendo.

- Ei espera um momento, eu preciso que você para um instante... Falei enquanto levava as mãos aos ombros do garoto olhando diretamente nos olhos dele e continuava... – Preciso que você me faça um favor, vá até aquele prédio grande azul ali no centro da vila é o escritório da Raikage e diga toda a historia, não se preocupe não vou deixar nada acontecer aos seus avós você tem a minha palavra e Kazui Igarashi, nunca quebra as suas promessas, agora vá...

  Terminei de falar aquilo dando um sorriso e me virando indo em direção onde o garoto havia dito que morava, já sabia mais ou menos onde era afinal sempre usava a floresta como lugar para treinar e por algumas vezes havia passado pelo local e como o garoto não havia explicado a situação toda, talvez fosse melhor ele não estar por perto ou ele poderia se machucar e piorar toda a situação. Não demorei muito indo o mais rápido que podia e a medida que ia me aproximando podia ouvir os rugidos do urso e apertava o passo até chegar próximo da cabana onde o garoto morava  e ver o urso encurralando os avós dele e naquele momento eu sabia que tinha que agir rápido sem fazer nenhuma besteira.

“Droga...o urso não é tão grande, mas eu não posso me precipitar a primeira coisa e desviar a atenção dele dos velhos para mim tomara que isso dê certo...”

  Pensei enquanto me aproximava fazendo uma serie de selos para realizar dois clones usando o Bushin no Jutsu gritando para chamar a atenção do urso.

- EI EU ESTOU AQUI, PORQUE NÃO VEM ME PEGAR!!!

  Usaria os clones para desviar a atenção do urso e achar uma brecha para atacar, afinal de contas iria fazer de tudo para que pudesse salvar o urso também que no fim das contas não tinha culpa daquilo tudo.
Jutsus Usados:
Bunshin no Jutsu
Rank: E
Selos: Carneiro, Cobra e Tigre.
Descrição: Um ninjutsu que cria uma cópia intangível de seu próprio corpo, sem qualquer substância. Uma vez que o clone em si não tem a capacidade de ataque, e, assim, só pode ser usado para confundir o inimigo, que é usado principalmente em combinação com outros ninjutsu. É uma técnica básica, mas dependendo de uma engenho, ela pode ser utilizada de forma eficaz. Os clones se dissiparm quando entram em contato com algo.

_______________________

Ficha Ninja | Banco | MF | CT


Bolsa de Armas (40):
 x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio

Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A)
avatar
Chūnin
Chūnin




NARRADOR
| Estação: Inverno | Hora: 04h45 | Post: 2/3~4 |
Missão: Kazui alertou o menino para se dirigir até o escritório da Raikage, pedir por reforços. De inicio o garoto se mostrou meio receoso, olhou o grande caminho pela frente, estava tão próximo e tão distante ao mesmo tempo. Ele enxugava as lágrimas do rosto e acenava positivamente com a cabeça. – Tá! – Então o menino começava sua corrida. A ação de Kazui se mostrava muito correta, como ele poderia defender o casal de idosos e ainda se preocupar com a segurança do menino. Nessa questão, Kazui acertou em cheio. Em seguida, se dirigiu até a Floresta.

Próximo do local, Kazui já conseguia escutar os rugidos do Urso. Ao chegar no ambiente, viu o Urso de pelos escuros como o céu da noite preparado para atacar o casal de idosos. O senhorzinho abraçava fortemente sua senhora como se estivesse pronto para se despedir do mundo, foi nesse instante que o grande protagonista da missão entrava. Após realizar os selos do carneiro, cobra e tigre o jovem de olhos azuis felizmente conseguiu chamar a atenção do Urso, possibilitando que o casal de idosos se afastasse do perigo.

Um lado sai feliz, e a apreensão tomava conta do outro. Kazui havia completado a primeira parte da tarefa, agora, tinha um Urso nada feliz da vida no encalço do menino. Ele se posicionava com as quatro patas no solo e então iniciava sua investida, chegando ao alcance de um dos Bunshins ele deu um forte golpe, dissipando prontamente aquele Bunshin e causando ainda mais irritação. Agora restava "outros 2" Kazuis. O Urso se colocava em frente ao menino e lançava uma patada na vertical, de cima para baixo, em direção ao garoto, passando muito perto e fazendo com que no susto o menino caísse de bundas por um breve momento. Nesse instante o Urso levantava-se e se preparava para outro ataque. 
 


Considerações: Bom post, só seguir a mesma mentalidade que não vai ter erro. Crie casos visando derrotar o Urso, você ainda precisa coletar dna do mesmo. Considere que você caiu rapidamente e colocou suas mãos no solo no reflexo, não ta muito difícil de sair dessa situação.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Sempre ouvia as pessoas falarem sobre a vida de um shinobi, o quão perigosa e ingrata ela poderia ser, mas não era daquele jeito que eu a encarava e não era daquele jeito que eu gostaria de acreditar que a minha vida iria se desenrolar, na verdade eu não acreditava naquela filosofia e faria de tudo para mostrar que quem pensava daquele jeito estava errado e aquilo pra mim começa naquela noite, tudo que eu havia aprendido na academia e tudo que eu aprenderia durante o período em que eu fosse um shinobi seria regrado pelas minhas escolhas e ações e eu havia dado a minha palavra para aquele garoto, iria salvar os seus avós de qualquer jeito e eu nunca quebrava as minhas promessas.

Após chegar a floresta e me deparar com o meu objetivo sabia que tinha que agir rápido uma vez que o urso estava pronto para desferir um ataque para cima dos dois velhinhos e num rápido movimento gritando chamando a atenção do urso que rapidamente eu já podia ver que havia surtido efeito, uma coisa estava resolvida agora era comigo, porém eu não contava que o urso sairia em disparada na minha direção acertando um dos clones e ficando ainda mais irritado com aquilo enquanto eu pensava.


“Eu não posso dar brecha, senão eu vou me sair muito mal nessa missão tenho que ficar atento caso contr...”

Não consegui terminar o pensamento quando eu pude notar que o urso se colocava de pé a minha frente desferindo um ataque quando eu menos esperava e teria obtido mais êxito se eu não tivesse passado aquele tempo todo na academia treinando a minha agilidade, mas antes de mais momentos de nostalgia eu deveria me concentrar naquela luta uma vez que eu estava indo ao chão sentado e teria que agir rápido seu eu não quisesse virar comida de urso no lugar dos velhinhos. Naquele momento então rapidamente após cair sentado eu já fazia um movimento colocando o meu braço apoiado no chão para me levantar e me colocar de pé novamente sabia que mesmo com aquilo não seria o suficiente para evitar o próximo ataque do urso estado perto dele tinha que agir rápido. .

“Ainda tenho um dos clones...ele vai ter que servir como distração, preciso pelo menos incapacitar esse urso para atrapalhar os seus movimentos...”

Pensava ao mesmo tempo em que fazia o movimento de giro para trás e também concentrando chakra no meu corpo e assim que o meus pés tocassem o chão eu usaria o Shunshin no Jutsu, em direção a lateral, aquilo pelo que eu calculava daria tempo para eu me movimentar e sair por um instante do campo de visão do urso deixando apenas o clone como isca, porém aquilo não seria tudo quando estivesse a uma distancia para evitar o ataque do urso eu parava por um momento e sacava uma Kunai da minha bolsa a segurando em posição de ataque concentrando o meu chakra novamente da mesma forma que eu havia feito anteriormente para escapar do ataque e agora indo na direção do urso em um ataque lateral me movendo rapidamente usando o Shunshin no Jutsu novamente meu alvo naquele momento era acerta as patas traseiras do urso com um ataque com a Kunai, se obtivesse êxito aquela ação iria deixar o urso com mais dificuldades e me dar alguma vantagem. .

Jutsus Usados/Armas Usadas/Qualidades:
Shunshin no Jutsu
Rank: D
Descrição: O Shumshin no Jutsu é uma técnica de movimento de alta velocidade, permitindo que um ninja possa se mover de curta para longas distâncias a uma velocidade quase indetectável. Para um observador, ele aparece como se o usuário tiver teletransportado. Uma bomba de fumaça é ocasionalmente usada para disfarçar os movimentos do usuário. É realizado o uso do chakra temporariamente para revitalizar o corpo para se mover em velocidades extremas. A quantidade de chakra necessária depende da distância total e elevação entre o utilizador e o destino pretendido. Tem havido alguma confusão em algumas traduções entre este e o Jikuukan Ninjutsu, mas estes são de fato diferentes técnicas, esta técnica não é teletransporte e sim apenas um movimento extremamente rápido.

Agilidade Aguçada (2)
Tipo: Inato.
Descrição: Muitos personagens nascem ou adquirem ao longo de suas vidas uma agilidade anormal perante outros, eles conseguem se esquivar com mais facilidade, bem como criar ataques e movimentações mais ligeiras em contraparte aos demais shinobis.
Bonificações: Acréscimo de 1 Ponto em Velocidade & capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.

x01 Kunai

_______________________

Ficha Ninja | Banco | MF | CT


Bolsa de Armas (40):
 x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio

Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A)
avatar
Chūnin
Chūnin




NARRADOR
| Estação: Inverno | Hora: 04h45 | Post: 3/3~4 |
Missão: Kazui realizava um giro para trás ao concentrar Chakra em seu corpo e então se lançava em um Shunshin no Jutsu, assim que seus pés tocavam ao chão. Sua estratégia tinha como objetivo sair do alcance do Urso e deixar apenas o clone no seu campo de visão. Dito e feito. Quando o Urso atacava o falso Kazui, novamente trazia à tona um sentimento de pura irritação no "bichano". Utilizando dessa brecha, Kazui, em posse de sua Kunai, contra-atacou o Urso na lateral das patas dianteiras, acertando o "tendão de Aquiles" e cessando a ação do Urso na mesma hora. 

O Urso caia de bruços no chão devido ao corte nessa região tão delicada e tinha sua mobilidade nula. Nesse meio tempo, dois Jounins da vila do País do Relâmpago chegavam ao local do ataque, chegada essa, de reforços, possível, graças a instrução anterior de Kazui. – Olá, como você está? A situação está sob controle? – Um dos Jounins se certificava de injetar um calmante no Urso através de agulha. – O garoto nos contou tudo sobre o ocorrido, agradecemos pela ajuda. Graças ao seu esforço vamos poder coletar o DNA e levar para análise. Assumimos daqui. – Encerrava o Jounin.
 


Considerações: Uma dica que eu dou para suas próximas missões é detalhar mais suas ações e procurar descrever mais de uma opção de ataque. Você me deu apenas uma opção pra trabalhar. Do mais, sua narração é muito boa, foi um prazer te narrar. Agora pode narrar voltando para seus afazeres como mencionou no primeiro post e eu turno encerrando depois. É isso. Qualquer dúvida MP.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Aquela não era uma das missões tradicionais que os shinobis recebem dos lideres das vilas, porém para mim eu sabia que deveria encarar com seriedade total ainda mais quando a vida de outras pessoas estavam em perigo, não podia vacilar, pois qualquer movimento errado além de eu poder morrer pelo urso ainda teria a morte dos avós daqueles garoto e consequentemente não iria manter a minha promessa e isso era uma coisa que eu não iria aceitar, aquilo não iria se tornar uma derrota não na minha primeira “missão”.

Após o ataque do urso eu realizei os meus movimentos tinha que agir rápido e sabia que qualquer descuido poderia ser fatal, após escapar do alcance do ataque do urso deixando apenas o clone como isca o mesmo que foi atacado pelo urso deixando ele ainda mais irritado, porém me dando a brecha necessária para atacar e foi ai que eu me movi rapidamente novamente em direção ao urso que havia mordido a isca e assim eu fui acertando os tendões das patas traseiras do urso vendo que após isso havia obtido êxito e por um momento enquanto o urso ia ao chão incapacitado eu soltei um suspiro de alivio e olhava para os velhinhos ainda meio em choque pela situação quando alguns segundos depois dois Jounnins da vila foram chegando até onde nós estávamos.


“No final parece que tudo deu certo e o garoto, conseguiu buscar ajuda, pelo menos eu consegui resolver a situação e tudo deu certo...”

Pensava enquanto os Jounnins se aproximavam e eu meio que sem jeito me colocava de pé e ouvia um deles se aproximar de mim olhando ao redor para ver como tudo estava e assim em seguida ele ia dizendo.

– Olá, como você está? A situação está sob controle?

- Sim senhor, foi apenas um urso que deve ter se perdido pela floresta, eu o imobilizei para evitar maiores danos.

Respondi serio para o Jounnin, estava um tanto quanto nervoso, afinal de contas não sabia o que eu havia feito era o jeito certo ou não, porém pelo menos a situação agora estava sobre controle e por um momento eu observei o outro Jounnin aplicar uma espécie de calmante no urso enquanto o que conversava comigo completava.

– O garoto nos contou tudo sobre o ocorrido, agradecemos pela ajuda. Graças ao seu esforço vamos poder coletar o DNA e levar para análise. Assumimos daqui.

- Sim senhor, com licença...

E assim fui fazendo uma pequena reverencia para o Jounnin e logo em seguida indo em direção ao casal de velhinhos que naquele momento já estavam mais calmo e eu dei um sorriso na direção dos dois e disse.

- Espero que vocês estejam bem e que eu tenha chegado a tempo antes que o urso pudesse fazer alguma coisa... disse sorrindo e logo em seguida antes de sair fui completando... – Não podia quebrar a promessa que eu fiz ao seu neto, pelo menos eu conseguir cumprir a minha parte... Terminei de dizer com um sorriso no rosto e vendo até o momento em que os casal de velhinhos estava realmente bem e como os Jounnins naquele momento tinham o controle da situação era o momento de voltar a vila, já tinha alguma coisa para contar para a minha mãe havia realizado a minha primeira “missão” e por todo o caminho seria muito difícil esconder aquele sorriso de satisfação que carregava no rosto.

_______________________

Ficha Ninja | Banco | MF | CT


Bolsa de Armas (40):
 x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio

Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A)
avatar
Chūnin
Chūnin




NARRADOR
| Estação: Inverno | Hora: 04h45 | Post: 3/3~4 |
Missão: Kazui se despediu dos homens, ciente de que havia tomado as decisões corretas desde o instante em que atendeu a porta de sua casa até o cuidado para combater e não ferir gravemente o Urso. O garoto ainda teve a proatividade de se dirigir ao casal de idosos e procurar saber se estavam tudo bem, nessa altura do campeonato o menino tinha retornado para a companhia de seus avós, tinha retornado com os Jounins. – Muito obrigado, irmãosão. – Encerrou o garoto, com um enorme sorriso estampado em seu rosto.
 


Considerações: End.



@Aprovada 30.000 Ryōs.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum