Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [ Cena - Morrigan ] Luz & Natureza
Hoje à(s) 00:19 por DelRey

» Sig Curtis [emconstrução]
Hoje à(s) 00:14 por Urameshi

» [MF] Accel
Hoje à(s) 00:11 por DelRey

» [MS] Keitarinho
Hoje à(s) 00:10 por DelRey

» |Treino amigavel| Violet vs Kylie
Hoje à(s) 00:09 por Tzuyu

» [Bank] Lecca
Hoje à(s) 00:07 por DelRey

» [Compras] Threemonths
Hoje à(s) 00:07 por DelRey

» Taniguchi Kamizuru
Hoje à(s) 00:06 por DelRey

» Lista & Organização de Contas Duplas
Hoje à(s) 00:05 por DelRey

» Lista & Organização de Aparência
Hoje à(s) 00:03 por DelRey


Convidado


15/8/2018, 00:39
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

C- Olly Sivan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

C- Olly Sivan - em 17/7/2017, 00:18


Árvores, cinzas 
Descrição: Há uma grande área florestal ao redor de sua vila que fora violentamente devastada em um período muito curto de tempo, suspeita-se de um jutsu do elemento fogo, utilizado por um membro de alguma vila inimiga. Sua missão é coletar o máximo de informações possíveis no terreno queimado, para definir ao certo, o atentado. Cuidado! O membro da vila inimiga pode estar próximo.





 ONE POST- 200 palavras+

_______________________


KONO FICHA DA
Dio Banco $
KONO PAWA
Quantos pães vc comeu?
avatar
Ver perfil do usuário
Re: C- Olly Sivan - em 17/7/2017, 03:28

C S I

Eu tinha acabado de sair do ateliê de arte do meu pai, depois de ajudá-lo com a conclusão de uma das suas obras, quando fui surpreendido por um daqueles informantes do Raikage. Pra ele estar correndo na minha direção é porque a coisa foi séria, concluí, poupando parte do seu trabalho e me aproximando com passos rápidos. – O que houve, agora? - Perguntei, sem pretensão alguma de parecer grosseiro. – Uma... floresta... e... fogo... e... Ele não conseguia controlar sua respiração. – Calma! Inspira e conta até três antes de soltar o ar pela boca... Puxa, segura... Um, dois, três. – Aconteceu um incêndio aqui perto! Alguém destruiu parte de um cenário recheado de árvores e por pouco não nos atingiu! A minha missão era descobrir como é que tudo isso aconteceu e, de preferência, de onde é que o felizardo que fez isso veio. Indaguei-me sobre como alguém tinha a coragem de devastar a natureza, um dos nossos únicos bens verdadeiros. – Eu não vou aguentar lidar com tanta destruição... - Afirmei, parecendo não aceitar a missão. – Não! Fica calmo, isso não significa que eu vou recusar a missão. Eu só tava me lamentando por alguém ser podre a esse ponto!
Eu voltei alguns passos para trás somente para avisar meu pai onde estava indo e, na sequência, passei em casa para me equipar com o que achava necessário. – Tchau, mãe - Despedi-me, triste por saber qual era o meu destino. Caminhei com uma expressão nítida de desgosto em direção ao portão da vila, com as mãos no bolso da minha calça, recusando-me a olhar para outra direção se não em frente. Se eu encontrar o infeliz que incendiou, lá... Eu não respondo por mim, pensaria, não fosse uma das minhas amigas ter entrado no meu caminho de surpresa. – Olly? Eu tô gritando e acenando pra você desde lá de trás, por quê não me notou? Expliquei o que tinha acontecido e Anna prontamente entendeu. Ela sabia o quanto eu era amante da natureza e o quanto detestava que a machucassem, independente de como fosse. – Eu posso te acompanhar? Fiz que sim com a cabeça. – Mas não pense que o dinheiro vai pra nós dois! - Brinquei.
Um pouco mais de vinte minutos de caminhada e já tínhamos alcançado as proximidades do desastre. Árvores estavam caídas, moitas estavam cremadas, cinzas distribuíam-se por toda a parte e fuligem ainda descia dos céus. Isso parece ter acontecido há pouco tempo. Preferi retirar do meu braço a bandana de Kumo, impedindo que algum ninja por perto deduzisse que estava ali como um espião da vila, deixando-o subentender que era apenas alguém curioso. – Você vai pra um lado e eu pro outro - Anna falou, mas eu não consegui ouvi-la. O que vimos depois não chegava perto do que tínhamos acabado de ver. Ao andar um pouco mais aquelas árvores caídas sequer existiam, as moitas tinham sobrevivido como três ou quatro pequeninos quadrados de grama, e as cinzas não existiam. Parece que aqui é que a coisa realmente aconteceu. Havia uma enorme cratera no chão, larga em tamanho mas pequena em fundura, bastando escorregar por dois segundos para alcançar a base. – O que é aquilo? - Perguntei em voz alta, mexendo-me devagar em direção ao centro do buraco, avistando um pequeno pedaço de pano dobrado. Eu não fazia ideia do que ele poderia significar. – Olly! Eu preciso que você venha aqui! Não dei ouvidos. – OLLY! Olhei, com olhar de reprovação. Se não havia ninguém por perto, depois daquele grito que Anna deu, com certeza uma tropa ninja tinha se aproximado para nos matar. – Vem! Dessa vez ela sussurrou. Já não adianta mais, pensei.
Anna me disse que encontrou algumas flores lindas e que achava que poderiam ajudar a melhorar meu humor. – Não é você que ama flores com cores vivas! Então...? - Perguntou, apontando para o raminho de flores roxas, realmente lindas. Veneno? Ao me aproximar mais um pouco eu notei que a coloração natural daquelas flores não era daquela tonalidade. De todas as oito, somente uma tinha se salvado e essa sim parecia saudável. – Alguém usou veneno por aqui! - Concluí, assustando Anna. – Vem aqui, olhe! Além de elas estarem murchando gradativamente, a última flor do arranjo entrega a verdade! Provavelmente alguém resolveu implicar com a vida de quem fez o estrago, e o método mais rápido de se livrar do empecilho era envenenando. Ergui-me e andei ao redor, buscando por alguma outra pista que confirmasse minha hipótese. Pisei em alguma coisa gosmenta. Urgh... Que nojo! Eu tinha acabado de esmagar um globo ocular cheio de veias, mas somente soube disso depois que encontrei outro olho, um pouco mais na frente. Se ambos os olhos estão aqui, o corpo da pessoa não está muito longe, deduzi, virando-me para um amontoado de troncos de árvores e enxergando algo familiar: um morto, com o mesmo tipo de pano da cena do crime compondo sua bandana.
– Então foi isso? Os dois eram da mesma vila. Provavelmente o criminoso não revelou suas intenções ao acompanhante até que se aproximasse daqui, e quando fez, ele prontamente se recusou a compactuar com isso... Levando a pior. Anna gritou assim que eu terminei de falar. Preocupado, fui correndo na direção do berro e quando cheguei perto da kunoichi a vi com as mãos no rosto, recusando-se a olhar para outro corpo daqueles sem os olhos. – O veneno deve ter provocado muita dor nas vistas, tanta, a ponto de fazê-los arrancar os próprios olhos... Vamos voltar, Anna. Quando retornamos para a enorme abertura de terra eu avistei a última pista. Pegadas! Na borda da cratera, vindo de norte para sul, o que indicava a direção de Shimo, uma das vilas vizinhas. Pegadas flamejantes, que incineravam por onde quer que pisassem. Quando andei um pouco mais elas sumiram. – Então ele usou algum tipo de técnica com preparação? Pra isso ele precisaria que os seus parceiros fossem muito distraídos e não percebessem o momento em que se substituiu por um clone feito de fogo e armado como uma bomba. O responsável pela desgraça era um ninja muito forte, sem sombra de dúvida alguma, e justamente por esse motivo eu fiquei feliz em não tê-lo encontrado por ali. – Eu acredito que é melhor voltarmos. Eu não sou um shinobi preparado para enfrentar quem fez isso aqui. Vamos informar o que aconteceu de acordo com o que achamos e pedir ajuda.
Antes de sair nos preocupamos em recolher o pano da bandana, um pouco da terra onde a pegada tinha se instalado, uma pétala de flor envenenada (já que a química venenosa não parecia ser capaz de causar mais danos) e, por último, um daqueles olhos. – Que sorte que você foi levar o Onko para passear e depois veio direto pra cá! Onko era o cachorro de Anna, e isso significava que ela tinha sacolas consigo, que ao invés de servirem para pegar o cocô, serviram para guardar cada uma daquelas informações. Retornamos para Kumo sem surpresas.

HP: 200/200;
CH: 200/200.

Considerações:
Já que a descrição da missão conta com a hipótese de eu encontrar o shinobi responsável pelo incêndio e não com a certeza, eu preferi não fazê-lo, julgando-o forte demais para mim.
No mais, segue anexo do Relatório da Investigação Para a Central de Inteligência de Kumogakure no Sato:

Sexta Missão de Rank C de Olly Sivan - RELATÓRIO.




O lugar fica a exatos vinte e cinco minutos de caminhada depois dos portões de Kumo, exigindo uma curva à esquerda ao completar os primeiros dez minutos e outra à direita nos quinze minutos de caminhada. Quando chegamos cometemos o erro de não nos informar do horário, mas ainda havia fuligem nos céus, demonstrando pouco tempo para o ocorrido. Uma enorme cratera foi parte do resultado catastrófico que o shinobi dominador de fogo deixou, juntando-se a morte de dois prováveis companheiros que o acompanharam até ali sem saber sobre as suas reais intenções e que, no fim, acabaram envenenados. Além disso, houve a queda de muitas árvores ao redor e incineração de arbustos vizinhos, mostrando que a técnica utilizada não pertence a ninguém mais inabilidoso que um chunin.




  • A terra que é parte da pegada e que foi coletada explica o domínio de fogo, assim como a fuligem e a cratera com deformações;

  • O pano de ambas as bandanas e do centro da cratera indica um mesmo vilarejo para os três envolvidos;

  • As pétalas envenenadas explicam o motivo de eles terem arrancado os seus olhos;

  • As pegadas vinham do norte, da direção de Shimo. Não encontramos motivos aparentes para a devastação.

_______________________

OLLY KURAMA SIVAN

_
avatar
Chūnin
Chūnin
Ver perfil do usuário
Re: C- Olly Sivan - em 17/7/2017, 12:24

Sua amiga Anna foi criada como NPC especialmente pra essa missão?
Não vi ela na sua ficha. 
Acho que poderia criar ela como NPC de Kumo e adicionar na sua ficha na parte de relacionamentos.


@APROVADO

_______________________


KONO FICHA DA
Dio Banco $
KONO PAWA
Quantos pães vc comeu?
avatar
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto RPG Akatsuki (c) 2010 — 2018
Layout por Dorian Havilliard e Akeido.