Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [Missões Rank D] Kyoko Akihito
Hoje à(s) 01:52 por Kyoko Akihito

» Senjutsu Imperfeito
Hoje à(s) 01:47 por 'Aisha

» 2) Solicitações de Missões
Hoje à(s) 01:47 por Hipátia

» [Cap - Griselda] Responsabilidades
Hoje à(s) 01:36 por Griselda

» C.J ~ Hipátia
Hoje à(s) 01:33 por Hipátia

» [C. J] Kyoko Akihito
Hoje à(s) 01:29 por Kafka

» [Criação de Jutsus] Mikado
Hoje à(s) 01:26 por Kafka

» [M. F] Kyoko Akihito
Hoje à(s) 01:22 por Kyoko Akihito

» 1) Modificações de Nomes
Hoje à(s) 01:12 por Tsuyu

» [Banco] Hatake Sakata
Hoje à(s) 01:11 por Sakata


Convidado


19/6/2018, 01:54
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[ESPECIALIDADE - AWAKE] Teletransporte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo


Shinso depois de haver saído de Konoha não tardou a querer aprender mais para se dar bem como um fora da lei, por isso ainda próximo ao vilarejo, na região das florestas o rapaz adentrou em outra de suas aventuras.



1/5

— Narre o seu caminhar e desenvolva o plot da sua aprendizagem, como foi que você decidiu se especializar e como vai aprender e tudo mais, eu vou seguir sua lógica.


_______________________

avatar
rp - sem nome pra rp - em 29/6/2017, 23:33

Enoitecia de forma nefasta com o sol a eclipsar sob as brumas enigmáticas que suspeitem serem causadas por uma garoa que atingia o alto da montanha. Árvores anciãs farfalhavam suas folhas conforme o vento estremecia seu tronco, rangendo-se em um som estridente de uma boa, porém velha, madeira a se romper. Seria compreensível se qualquer uma delas viessem a sucumbir. Desilusões geradas conforme a carruagem trilhava o caminho.

Um outro relincho e um aviso pressuposto.. Observando o equino dos pés ao seu tronco, nota-se um corpo talhado por uma longínqua e exaustante vida. Músculos prestes a atrofiar e debilmente trêmulos, junto à um par de olhos cansados que não pude perceber de soslaio, devido aos antolhos do pobre animal. O pedido de seu boleeiro fora compreensível, mas distinto, não senti pena.

A priori, o animal recebera todo o carinho que um dono deveria dar. Alternei os relanceares entre o cavalo e a floresta, que me olhara escrupulosa, cedendo-se em seguida e priorizando a missão ao incomum. Fui catar alguns galhos pois tínhamos de ter uma fogueira. Ascendi-a e aguardei, inquieto perante os murmúrios e chilreio dos animais.

Sob o luar platinado e cercados por um nevoeiro noturno opaco, estavam o equino e seu redeador, a dama impaciente, e nós, mercenários, indiferentes. A fogueira suscitante em brasas, anéis flamejantes e um fumo acinzentado da madeira queimando meneando aos céus, acompanhado por um olhar discreto que fixou-se no semi-estrelado céu, não tão bonito devido a neblina.

Spoiler:
Introdução: Rp para acrescentar mudanças na história e personalidade do meu personagem, que agora é um Nukenin.

Prólogo: Após deixar Konoha, Shinso tornou-se um Nukenin contra sua vontade - inicialmente, este não sabia que seria automaticamente considerado um desertor, pois simplesmente seguiu seu antigo líder cujo não sabia que era um Nukenin também. Em algum momento da história, em meio a quests e afins, se perdeu e não encontrou com ele ainda.

Essa é uma missão unicamente interativa e sem quaisquer benefícios naturais, como recompensas e outros. O personagem irá, em busca de informações e sobrevivência, se meter em assassinatos, roubos e outros.

Resumo da narração: Floresta, eu e membros que serão escoltados por mim e um terceiro imaginário. Decorrer da história pode ser definido por mim ou quem quiser narrar, w/e.

Shinso; HP: 200, CK: 945.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

O velho e o jovem – Nesta ordem – caminhavam até uma pousada pomposa que havia por ali, apesar de ser um lugar misterioso e escuso, um lugar bom para se passar a noite com uma boa cama acolchoada. O jovem notou durante o percurso um livro em comum. Ele não parecia querer incomodar o velho, cujo nome ele desconhecia, mas em seu rosto estava estampada a vontade de perguntar, o que levou o homem a fazê-lo: “Você quer saber o que é isso? ”, e apalpando a mochila retirou o amontoado de anotações e rabiscos para demonstrar ao jovem.



2/5

— Continue dando seu ritmo à história, vamos continuar assim. Pode citar o que tinham nos rabiscos e tudo mais para aprender sobre os teleportes e tudo mais.


_______________________

avatar

A tabuleta de cor escura e aparência obsoleta possuía gravuras talhadas em sua superfície, tão bem quanto o nome da moradia em carácteres que não pude desvendar. Deduz-se, com toda a lógica do mundo, que lugares desconhecidos possuem cultura e linguagens díspares, por tanto, ignorei o fato de não conseguir lê-lo. Enquanto dava os primeiros passos estalagem adentro, senti o peso da madeira velha e pútrida, o som rangente da porta sendo arrastada conforme a empurrava com o mínimo de força possível. Alguém que interpretei ser o dono, relanceou-me imperiosamente. O velho, do meu lado, instigou-me a entrar rapidamente e não me preocupar com isto - sua expressão, na verdade, dizia exatamente isto. Eu só consegui me sentir bastante contrafeito no momento.

Escorraçando inteiramente sua bolsa de pele, o senhor alto e grisalho olhou-me do outro lado do quarto, onde a pouca luz que estava presente distorcia-se, formando uma sombra que se alastrava dos seus pés até o rosto, encobrindo-o. Assim, não pude perceber seus olhos e ler suas intenções. Um hábito inveterado que não conseguia me livrar. —— Você quer saber o que é isto? —— falou. —— Se me permitir, com toda a certeza. ——

Aproximei-me abruptamente de uma comprida mesa de madeira arcaica, mas bem polida. Os livros e anotações estavam despejados ali. O velho sorriu antes de gargalhar eivadamente, a idade o alcançou, sabia. Evitando qualquer comentário impetuoso, afim de não descobrir se o velho era irascível, saciei minha curiosidade. Primeiro, folheei suavemente o livro que meus olhos encontraram outrora. O de capa grossa esverdeada e cheio de gravuras de relógios, e hieroglifos cujo significado ainda desvendaria. Uma página inteira com borriscados. As palavras em destaque eram: tempo-espaço, controle, teletransporte, controle temporal e dimensional. O pouco que li foi o suficiente para ascender uma chama inextinguível em meu cérebro.

[...]

Os estudos se prolongaram por toda a tarde até o cair da noite. Antes de perceber, o velho saíra, mas não o procurei. Sua idade trouxe conhecimento e juízo; ele saberia calcular os próprios passos. Pensamento que se desprendeu devido à concentração eficaz nas papeladas e desenhos enigmáticos. O tempo passou e a preocupação assumiu a breve liderança dos meus afazeres. Relanceei a vidraça da janela e só pude perceber uma noturna floresta que circundava o alojamento. Assim que a última página fosse desflorada, eu sairia em sua busca.

Spoiler:
Como citou, estou apenas dando rumo a história - único motivo de estar narrando as posteriores ações do ancião. Agora, com ele fora, resta-me buscá-lo. Um teste prático se desenvolverá seguido do aperfeiçoamento da habilidade em si - pode ser fantasiosa ou do próprio anime, só quero executá-la e aprender sobre mesmo.

Shinso; HP: 200, CK: 945.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Após realizar a leitura de todos os livros, Shinso decide que é hora de procurar o velho, mas qual seriam suas intensões? Ele poderia querer assassinar o velho para tomar para si seus segredos, ou pedir sua ajuda ou ainda apenas entregar-lhe os livros de volta.



3/5

— Só bora.


_______________________

avatar

Ouvi estalos dos galhos e um reunido de gralhas que farfalhavam suas asas diabólicos, cortando os céus. A luz que emanava da própria lua era a única fonte que iluminava o caminho que eu deveria seguir. E seguiria, sem pestanejar - afinal, uma bolsa inteira de livros pesados estavam amontoados na bolsa de pele transversalmente entrajada sobre meu torso.

—— Velho! —— o expurgo preocupante ecoou pela floresta enegrecida. Naveguei pelo mar esquelético das árvores magras e seus galhos moribundos. Sequer ouvia o assobio de suas folhas; mortas e enterradas no solo que pisava. Este sim, eu ouvia. O som excruciante de pisá-las envolvido com o da própria respiração, engasgavam nos meus tímpanos a cada passo que dava. Curiosidade e aflição. A mistura de sensações obstruía o fluxo do pensamento.

Pus a mão sob a estrutura árida de um tronco, propulsando-me levemente para frente. A visão a margem de um penhasco desconhecido era entrevante; discuti comigo mesmo por alguns segundos sobre a veracidade do que meus olhos enxergavam. No alto, galardoando o topo gramado de um morro íngreme, situava-se o homem que busco. Relanceou olhares intimadores e duvidosos, obrigando-me a fazer o mesmo.

—— O que está fazendo aí!? Como chegou aí!? —— lancei as dúvidas que, se ignoradas, me sucumbiriam; levando-me à elevar a guarda e hostilizar o grandevo.

Spoiler:
No que eu pensei: Ele pode ocasionar um deslize onde estou e me jogar penhasco adentro e então me teleportar para cima, próximo dele. Seria uma demonstração dos seus poderes, e então, fascinado, eu pediria para ser seu aprendiz. Se estiver de acordo, a lore pode ser finalizada seguindo esse rumo aí.

Deixei o post curto assim pra não fazer tudo só nele. hehe

Shinso; HP: 200, CK: 945.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

O rapaz sem escrúpulos saltou; agora restava utilizar de tudo que havia aprendido na prática, mesmo que sem refinamento algum era para se salvar. Shinso agora poderia aprender com o velho sobre como controlar aquele poder desperto pelo puro instinto de sobrevivência.



4/5

— Só bora².


_______________________

avatar

Acometido pelo relancear imperioso de um homem cujo passado, futuro e presente desconhecia. Uma ânsia insana por respostas quais nunca recebi. Um estrondo latente; solo rangia desvairado. Meu corpo estremeceu bruscamente; meneado pelo vento e gravidade. Oscilei sem suporte, até que pressenti o fim no subsolo pestilento; sepulcras precingiam-no há eras.

Vetur, Sumar, Saman Renna. Recitadas sem qualquer acanhamento ao vazio intransponível da realidade em que seria submetido. Um ato pretensioso mas impreterível. O corpo balanceou turbulento, transcursando uma realidade enigmática e utópica.

[...]

Pétalas douradas farfalhavam maviosas até o repouso sobre meu colo. Repentino, ele surgiu. O ambiente reverberante sucumbia a sombra emitida pelo seu corpo inerte. As palavras que sugeriu em seguida faiscaram uma chama em meu peito, curiosa. ——  És um navegador agora. Eu não esperaria menos. —— Disse.

E um navegador seria? Deixei para lá. Dúvidas que acompanhariam-me por todo o viver; mas que, se com significado, talvez obstruíssem o que sentia. Apenas aceitei uma mão que fora estendida até mim. Áspera mas aconchegante. Dispus de toda a raiva angustiosa que acumulei outrora e me pus de pés. Incapaz de ignorar a cintilante luz que se estendia no horizonte, me virei. Estava do outro lado do penhasco, inteiro, por assim se dizer. Dois passos meticulosos até a margem para que pudesse observar o que poderia ser minha cripta, se por eles não tivesse chamado. Deslumbrei daquela visão com um receio feliz. Transpassando as folhas secas sobre a grama, o velho veio até mim. Sua mão tocou meu ombro enquanto proferiu novas palavras, nunca cansando de me surpreender. —— Te mostrarei muito mais. —— Um dizer afetuoso. Significou muito para mim.

Spoiler:
Próximo é o último.

Space-time Ninjutsu
Rank: S
Descrição: Jutsu qualquer de teletransporte.

Shinso; HP: 200, CK: 745.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

To com preguiça de narrar alguma coisa então pode sair, é nois Smile



5/5

— GG WP


_______________________

avatar

[...]

Foram dois meses de treinamentos obscuros, mas que corroboravam sua palavra. Todo o tempo passado nos campos nefastos que pareciam os golfos do inferno trouxeram frutos. Evoluiria ainda mais. Imparável. Eu legaria todo o conhecimento do ancião que agora jazia sepulcrado sob o âmbito térreo. Repousei um empilhado de livros desgastados mas bem cuidados cujo li por horas e dias  enquanto treinava, sobre a cripta do antigo mestre.

Receei mas o fiz. Ascendi uma chama impetuosa aos livros, assim como fora-me instruído. A labareda anelar meneava cortinas de fumaça efêmeras e obscuras. Deixei-as queimar até que nada em suas páginas pudesse ser decriptado; o passado e todo o conhecimento que leguei tinha estadia somente em minha memória. Era o último desejo do velho em vida e tratei de atendê-lo. Incapaz de esperar o cessar das nebulosas chamas, parti, traçando meu próprio caminho.

Spoiler:
Cabo.

Shinso; HP: 200, CK: 745.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

@

_______________________

avatar

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum